Thank U !

Que tal sair fora desses antibióticos? Que tal parar de comer quando eu já estiver satisfeita? Que tal eles, cenouras pendentes e transparentes? Que tal a sempre enganadora glória?

Obrigada, Índia
Obrigada, terror
Obrigada, desilusão
Obrigada, fragilidade
Obrigada, conseqüência
Obrigada, obrigada, silêncio.

Que tal eu não lhe culpar por tudo? Que tal eu aproveitar o mo
mento de vez em quando? Que tal a sensação de finalmente te perdoar? Que tal chorar por tudo de uma só vez?

O momento que eu deixei para trás,
foi o momento em que eu dei um passo maior do que a perna.

O momento em que eu pulei fora,
foi o momento em que pus os pés no chão.

Que tal não ser mais masoquista? Que tal relembrar sua divindade? Que tal chorar sem vergonha? Que tal não equacionar morte com o fim?

Obrigada, Índia
Obrigada, providência
Obrigada, desilusão
Obrigada, nulidade
Obrigada, claridade
Obrigada, obrigada, silêncio!



[ALANIS MORISSETTE]

1 comentários:

. : : Roberto Torta : : . 26 de julho de 2009 16:25  

Caraaaa...amoooo essa música da alanis. bom gosto a lot cats ;*

Raquel, 19 anos.

Raquel, 19 anos.
Se na vida eu apanho, outras vezes eu bato, mas trago a minha blusa aberta e uma rosa em botão!

moonfate ♥


Conheci uma mulher,
cujo sorriso brilhava

mesmo nunca tendo a visto, muitas vezes eu senti
seu olhar a me sorrir.

Sua alma era irmã da minha,
e em cada sonho que tinha

para lá eu me transportava,
por desejar ardentemente

ser como ela, pura alegria.

Um dos desejos que eu tinha, mais que tudo nesse mundo:
vê-la feliz e contente,
envolta na própria magia.


Mas ela me confessou,
com irreverência e desdém

ter o destino da lua:
'que a todos encanta e,
não é de ninguém.'


Eu pude ver claramente,
que a sua alma tão meiga

não era irmã simplesmente..
era cópia fiel da minha..
feliz ou infelizmente!

Sou uma filha da natureza:

quero pegar, sentir, tocar, ser.
E tudo isso já faz parte de um todo, de um mistério.
Sou uma só... Sou um ser.
E deixo que você seja. Isso lhe assusta?
Creio que sim.
Mas vale a pena.
Mesmo que doa.
Dói só no começo.