;D

· ah, era uma sexta-feira a noite e fria; passava um filme bom na televisão, mas ainda não foi o suficiente pra me tirar da frente do computador, eu andava tão viciada em internet; talvez não viciada em internet, mas na expectativa de que "o príncipe" aparecesse nela a qualquer momento.
'e cadê o príncipe que eu tanto esperava?'
- não sei, deve estar sentado em albuma banqueta de barzinho, tomando cerveja e papeando com os amigos, falando de mulheres, ou até mesmo pode ter ficado em casa..
'ele ao menos, deveria entrar na net..
' mas não entrou!

[...]

me peguei fuçando o orkut de um 'ex'.. mas isso vem acontecendo há um bom tempo..
será que eu não o esqueci ou é total falta do que fazer (ou fuçar?). Eu tenho pensado seriamente nisso, mas tô começando a me convencer de que é total falta do que fazer; é difícil a gente se desprender de um assunto mal resolvido, sempre fica aquela 'coisa no ar', coisas que você deveria ter falado ou precisaria ter ouvido pra acreditar e pra aceitar que, definitivamente, acabou!

[...]

mas, agora voltando pro lado bom da vida, amigas não me faltam..
companheiras de copo, de bar, de sábados, domingos, companheiras de sinuca, de internet, as BEST's cara! Elas tem sido minha salvação.. não me vejo mais naquela vida, assistindo a filmes de amor, escrevendo poemas e poemas de amor, pé na bunda, sofrimento, e o caralho a quatro.. agora é só curtir e esperar que o 'verdadeiro príncipe, merecedor da minha MÃO' (HAHAHAHA) venha ;D

.. enquanto isso, eu PRECISO curtir a minha vida, já sofri demais DJOW!
xô, acabou..ufa, desabafei! xD

0 comentários:

Raquel, 19 anos.

Raquel, 19 anos.
Se na vida eu apanho, outras vezes eu bato, mas trago a minha blusa aberta e uma rosa em botão!

moonfate ♥


Conheci uma mulher,
cujo sorriso brilhava

mesmo nunca tendo a visto, muitas vezes eu senti
seu olhar a me sorrir.

Sua alma era irmã da minha,
e em cada sonho que tinha

para lá eu me transportava,
por desejar ardentemente

ser como ela, pura alegria.

Um dos desejos que eu tinha, mais que tudo nesse mundo:
vê-la feliz e contente,
envolta na própria magia.


Mas ela me confessou,
com irreverência e desdém

ter o destino da lua:
'que a todos encanta e,
não é de ninguém.'


Eu pude ver claramente,
que a sua alma tão meiga

não era irmã simplesmente..
era cópia fiel da minha..
feliz ou infelizmente!

Sou uma filha da natureza:

quero pegar, sentir, tocar, ser.
E tudo isso já faz parte de um todo, de um mistério.
Sou uma só... Sou um ser.
E deixo que você seja. Isso lhe assusta?
Creio que sim.
Mas vale a pena.
Mesmo que doa.
Dói só no começo.